Entretenimento

VINGADORES

Roteiristas contam como foram decididas mortes de "Vingadores: Ultimato".

Pôster brasileiro de "Vingadores: Ultimato"
Pôster brasileiro de “Vingadores: Ultimato”

ATENÇÃO: Este texto contém spoilers de “Vingadores: Ultimato”. Não leia se não quiser saber o que acontece…. 

Os roteiristas de “Vingadores: Ultimato”, Stephen McFeely e Christopher Markus, conversaram com o jornal “Los Angeles Times” para finalmente discutir momentos específicos do filme sem se preocupar com a divulgação de spoilers.

Os escritores falaram, inclusive, sobre como foram decididas as mortes dos heróis. Segundo a dupla, os momentos finais do Homem de Ferro (Robert Downey Jr.) foram definidos no começo do processo criativo.

Na batalha final do filme, o herói usa as Joias do Infinito para estalar os dedos e fazer Thanos (Josh Brolin) e seu exército desaparecerem. O poder das Joias, no entanto, é demais para um “mero” humano como Tony Stark, que morre pouco depois.

“Nós sempre soubemos que seria melhor se ele causasse a sua própria morte, ao invés de ser morto por Thanos”, refletiu Markus. “Queríamos que [se sacrificar] fosse a única coisa que restasse para ele fazer”.

“De certa forma, o pulo de cinco anos para o futuro fez com que Tony se tornasse um ser humano totalmente realizado: Ele se casou com Pepper, teve uma filha, se aposentou da vida pública, viveu alguns anos pacíficos. Sabíamos desde o começo que ele ia morrer por suas próprias mãos”, disse ainda o roteirista.

“Quando a tecnologia em nanopartículas de sua armadura, a mesma que ele usa para criar a nova Manopla, se alinhou com as Joias do Infinito, parecia perfeito demais para não usarmos”, disse ainda….

Viúva Negra em cena de "Vingadores: Ultimato"
Viúva Negra em cena de “Vingadores: Ultimato”

O fim de Natasha

McFeely e Markus também comentaram a polêmica morte da Viúva Negra (Scarlett Johansson), que se sacrifica no lugar do amigo Gavião Arqueiro (Jeremy Renner) para que os heróis consigam acesso à Joia da Alma.

Apesar de muitos fãs terem considerado que o sacrifício da personagem não fez jus à sua história ou à sua importância no universo Marvel, os roteiristas discordam. “Eu entendo que ela era uma personagem muito amada, e ninguém quer ver os seus heróis morrerem. Mas era o fim natural de sua jornada”, disse Markus.

“A Viúva começou como uma personagem muito sombria”, continuou. “Antes dos filmes começarem, ela era uma espiã, uma assassina. Ela fez muitas coisas ruins, e tenta compensar fazendo coisas boas, o que a leva até aquele sacrifício. Não deixar ela se sacrificar parecia um desserviço à heroína que ela se tornou”.

“Não poderíamos ter medo de matá-la porque ela era a personagem feminina mais importante, ou a primeira”, completou McFeely. “O objetivo nesse filme era continuar ou finalizar as jornadas destes personagens”.

“Steve vai de alguém que se sacrifica pelo todo para alguém que realiza o seu próprio sonho. Tony vai de alguém egoísta para alguém que doa sua vida ao universo. Thor vai de alguém que só cumpre suas obrigações a alguém livre. E a Viúva Negra vai de alguém com uma dívida a alguém que pagou essa dívida”, disse.

Fonte: https://entretenimento.uol.com.br

 

Etiquetas
Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Fechar