CidadesDestaque

TJPB entrega escrituras de imóveis a 130 famílias carentes do município de Areia

O Programa ‘Moradia Legal’ foi instituído pela Corregedoria-Geral de Justiça, em maio de 2017

O Teatro Minerva da Comarca de Areia foi palco, na manhã desta segunda-feira (28), de um momento festivo para 130 famílias carentes, que tiveram seus imóveis regularizados por meio do Projeto Moradia Legal da Corregedoria-Geral de Justiça. “Isso é uma benção enviada por Deus, já que não tínhamos condições de pagar por essas escrituras”, ressaltou Edvaldo Marcolino Ribeiro, ao receber o título de seu imóvel, de forma gratuita.

A iniciativa, por meio de convênio, garante à população de baixa renda o direito ao registro dos imóveis, em situação irregular, gratuitamente, entre outros objetivos relacionados à Regularização Fundiária Urbana de Interesse Social. O Programa ‘Moradia Legal’ foi instituído pela Corregedoria-Geral de Justiça, em maio de 2017, com o objetivo de garantir o direito à titulação dos imóveis públicos e particulares, ocupados pela população de baixa renda no Estado, como determina a Lei Federal nº 13.465/2017.

As escrituras foram entregues pelo presidente do Tribunal de Justiça da Paraíba, desembargador Joás de Brito Pereira Filho, pelo desembargador José Aurélio da Cruz, corregedor-geral de Justiça; pelo prefeito de Areia, João Francisco Albuquerque; pela tabeliã do 1º Ofício, Maria Júlia Albuquerque e por outras autoridades presentes.

O evento de conclusão da regularização fundiária urbana contou com a participação do diretor da Escola Superior da Magistratura (Esma), desembargador Marcos Cavalcanti de Albuquerque, dos juízes-corregedores Herbert Lisboa, Ricardo Freitas e Silmary Alves; da juíza titular da Comarca de Areia, Alessandra Varandas, do magistrado Manoel Abrantes e do presidente da Anoreg-PB (Associação dos notários e registradores da Paraíba), tabelião Germano Toscano.

De acordo com o desembargador José Aurélio, o programa dá oportunidade as pessoas menos favorecidas terem a posse de um documento público e o direito à propriedade juridicamente, além do seu cunho social. “Estamos regularizando e legitimando os imóveis de 130 famílias, que se encontravam na informalidade, e, hoje, por meio desse projeto, estão recebendo as escrituras de seus imóveis”, disse.

O prefeito, João Francisco, agradeceu ao desembargador José Aurélio e o 1º Cartório de Ofício pela parceria no Programa ‘Moradia Legal’. “Estamos dando dignidade e condição a essas pessoas, que tanto tempo passaram para receber a sua escritura definitiva. Agora, com a boa vontade de todos os órgãos envolvidos no projeto, estamos oferecendo uma moradia digna a essas famílias”, afirmou o gestor.

Na ocasião, o presidente do Judiciário estadual ressaltou que foi uma satisfação participar da entrega das escrituras as famílias areienses. “Esse projeto Moradia Legal é uma iniciativa brilhante e importante, que vem solucionar problemas antigos de pessoas humildes e que precisavam regularizar a situação de seus imóveis”.

Segundo a tabeliã, Maria Júlia, a iniciativa tira as pessoas da ilegalidade, que passam a ter um título, permitindo que eles possam comprar, vender e tirar empréstimos. “É um bem para toda coletividade, e isso me deixa muito feliz, por participar e apoiar esse projeto”, disse. Também presente ao evento, o presidente da Anoreg afirmou que a instituição está fazendo a sua parte, no que diz respeito à sua responsabilidade social. “Estamos cumprindo nosso desiderato nas recomendações do Conselho Nacional de Justiça“.

Outra beneficiada foi a moradora Maria das Graças, da comunidade Padre Maia II. “Temos orgulho de receber nosso título, vez que não possuímos condições de arcar com as despesas do registro”, disse a agraciada. Já Maria Telma, da localidade São Sebastião, afirmou que, hoje, pode reformar seu imóvel sem ter medo de perdê-lo. “Agradeço aos órgãos envolvidos no programa pelo benefício”.

Água Branca – No final do ano passado, o projeto ‘Moradia Legal’ contemplou 100 famílias do município de Água Branca. Na ocasião, os beneficiados do Bairro Gualterina Alencar Vidal receberam o registro oficial do seu imóvel.

Por Marcus Vinícius – TJPB

Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Fechar