Esportes

Responsável pelas buscas submarinas confirma morte de Sala

Duras notícias para o mundo de futebol, que ainda guardava uma pequena esperança. Oceanógrafo que localizou o avião onde estavam Emiliano Sala e o piloto David Ibbotson, David Louis Mearns confirmou que ambos morreram no acidente ocorrido no último 21 de janeiro.

“O mais importante é o corpo. Recuperar o corpo é o mais importante para cada uma destas famílias. O avião é uma questão diferente e já está ligado a determinar a causa do acidente, mas o que as famílias sabem neste momento é que ambos morreram e querem recuperar os seus corpos”, afirmou Mearns em entrevista ao Clarín.

Perguntado se os corpos estavam juntos, o oceanógrafo lembrou que até o momento só um foi avistado: “Disseram que só tem um, não disseram nada de diferente”. Sobre os próximos passos, Mearns seguiu: “Uma vez que encontramos (o avião), tudo ficou nas mãos da agência britânica de investigação. Eles devem investigar a causa do acidente. Também depende deles recuperar os corpos. Estamos agradecidos por tudo o que estão fazendo. A família ficará muito agradecida por este esforço. Agora estamos rezando para que tenham êxito”.

O avião caiu no Canal da Mancha pouco depois de pedir permissão para descer. Sala deixava a França, onde defendia o Nantes, para finalizar a sua transferência para o Cardiff City, do País de Gales, que atua na Premier League inglesa. O atleta tinha 28 anos.

Etiquetas
Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Botão Voltar ao topo
Fechar