segunda-feira, abril 6, 2020
Início Policial Jovem que estava desaparecida em Tabapuã foi estrangulada pelo ex-namorado

Jovem que estava desaparecida em Tabapuã foi estrangulada pelo ex-namorado

Policiais militares de Tabapuã, no interior de São Paulo, encontraram no fim da tarde desta segunda-feira, 1, o corpo de uma jovem que estava desaparecida desde a tarde de domingo, 31. O corpo da garota tinha marcas de estrangulamento. O ex-companheiro confessou o crime e está preso, acusado de feminicídio.

‘Ligue 180’ recebe denúncias sobre assédio e violência contra a mulher

O corpo de Emeli Guergutt, de 19 anos, foi achado em um terreno onde funcionava o lixão da cidade. Os chinelos e a camiseta da vítima estavam ao lado do corpo. O celular da jovem foi achado em um matagal de Novais, cidade próxima, onde ela morava.

Conforme a Polícia Civil, o ex-namorado Lucas Ruan Silva Alves, de 20 anos, confessou ter estrangulado a vítima. Ele disse aos policiais que a levou a uma festa na chácara de um amigo, mas, no caminho de volta, tiveram uma discussão. O rapaz apertou o pescoço da jovem até causar sua morte.

Segundo os policiais, Lucas conviveu com a vítima e eles tiveram um filho, que tem três anos. O acusado, no entanto, tinha um histórico de agressões contra a mulher, o que motivou a separação. No ano passado, Emeli obteve medida protetiva contra o ex-companheiro, válida por seis meses, mas não a renovou.

De acordo com o relato dado à polícia, Lucas queria reatar o namoro, mas a jovem não aceitava. Preso depois que a família denunciou o desaparecimento, ele confessou que havia matado a ex-mulher e contou onde estava o corpo de Emeli.

O corpo passou por necrópsia no Instituto Médico Legal (IML) de Catanduva e foi sepultado, na manhã desta terça-feira (2), no Cemitério Municipal de Novais. Lucas foi autuado por homicídio, agravado por feminicídio, e levado para a Cadeia Pública da Catanduva.

Sorocaba. Em outro caso de feminicídio, uma mulher foi morta a facadas, também nesta segunda, na casa do namorado, no bairro Nova Esperança, zona oeste de Sorocaba, interior de São Paulo. O homem foi visto saindo de casa com as mãos sujas de sangue e está foragido.

O corpo de Leonice Dias, de 44 anos, foi encontrado caído na sala por uma irmã da vítima, com várias marcas de facadas. A polícia acredita que o namorado é o autor do feminicídio.

Conforme informações de familiares à Polícia Civil, Leonice tinha três filhos e dois moravam com ela – um deles é autista e necessita de cuidados especiais. Há um ano, ela mantinha um relacionamento com o suspeito, que mora numa casa vizinha.

Uma sobrinha da vítima contou que o relacionamento era conturbado, pois o homem tinha ciúmes de Leonice. Na noite anterior ao crime, segundo a jovem, o casal havia discutido longamente. O suspeito teve a prisão temporária decretada e está sendo procurado.

 

 

 

 

 

Purepeople

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Must Read

Em Duas Estradas, Lalá volta ao grupo da prefeita Joyce Renally

Lalá estava na oposição, mas preferiu retornar ao grupo situacionista em Duas Estradas. “Voltei pra onde nunca deveria ter saído”   Joyce e Lalá estão juntas...