Mulher e Beleza

Já pensou em aderir às esponjas como esfoliante para o rosto?

Você gosta de esfoliar o rosto? Se a resposta for sim, uma boa opção é apostar nas esponjas com cerdas de silicone para fazer a limpeza facial

As esponjas de esfoliação estão se tornando um assunto cada vez mais popular em grupos do Facebook para compartilhar dicas de cuidados com a pele. Das opções mais simples, com cerdas de silicone, até os aparelhos de limpeza que vibram, as queridinhas são opções práticas que podem ser usadas como esfoliante para o rosto. Mas será que funcionam mesmo?

Ao Delas , Gabriel Aribi, dermatologista membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia e porta-voz da Sinclair Pharma, afirma que essas esponjas podem, sim, trazer benefícios, mas desde que sejam usadas como esfoliante para o rosto de forma correta.

Segundo o profissional, esfoliação permite que as células da pele se renovem mais rápido, já que remove os resíduos. “Como a barreira de proteção da pele é temporariamente removida com o processo, é importamente manter a hidratação em dia com cremes.”

Para isso, qualquer um dos tipos de esponja pode trazer benefícios, mas melhor do que escolher aquelas mais ásperas é apostar nas cerdas de silicone. “Realmente há benefícios em utilizar esponjas feitas a partir de alguns materiais de melhor qualidade. Nesse caso, o silicone torna as cerdas macias, então acaba agredindo menos as camaras mais superficiais, e também são mais higiênicas, já que não acumulam resíduos nas cerdas”, explica.

Atualmente, existem diversas opções diferentes no mercado, incluindo escovas de limpeza facial que custam mais de R$600 reais e até vibram. Apesar da ideia de que um produto caro também é melhor, Gabriel diz que a função de vibração não auxilia na esfoliação e que a técnica depende, principalmente, dos movimentos manuais para limpar bem o rosto .

Como usar a esponja como esfoliante para o rosto?
Se você se interessou e quer começar a usar as esponjas esfoliantes, o dermatologista dá algumas dicas. “O ideal é utilizar as esponjas em um momento que a pele está tranquila, antes de dormir, por exemplo. Para isso, a sugetão é l avar o rosto com um sabonete dermatológico que seja indicado para sua pele e usar a esponja em movimentos circulares.”

Segundo ele, a técnica de esfoliação deve ser feita, no máximo, duas vezes por semana. Isso porque, quando retiramos a oleosidade natural da pele, ela vai assumir que tem de produzir mais para compensar o déficit e acaba ficando mais oleosa. Além disso, o uso não é indicado para quem tem alguma doença de pele ou feridas no rosto.

Ter uma consulta com o dermatologista também é uma dica para quem quer aderir a uma esponjinha dessas, já que é o profissional que pode dar sugestões de sabonetes e cremes que são mais indicados para o seu tipo de pele. “Não esqueça que usar um esfoliante para o rosto é apenas um passo da rotina de cuidados com a pele no dia a dia”, finaliza o especialista.

Fonte: Delas – iG

Etiquetas
Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Botão Voltar ao topo
Fechar