Saúde

Fumar acelera processo de envelhecimento em mais de 20 anos

Em outras palavras, homens e mulheres que fumam têm biologicamente o dobro da idade dos indivíduos que não sofrem com o vício

Fumar pode acelerar o processo de envelhecimento em até duas décadas, revela uma pesquisa inédita.

O corpo humano tem dois estágios diferentes – conhecidos por cronológico e biológico.

O último refere-se à idade que o corpo ‘pensa’ que tem – ao invés da idade real associada há quantos anos a pessoa nasceu.

E agora um estudo que analisou o sangue proveniente de 149 mil adultos concluiu que o organismo dos fumantes de meia idade tem em média 20 anos a mais ao serem comparados à sua idade cronológica, e em oposição aos indivíduos que não fumam.

Mais de sete em cada dez amostras provenientes de fumantes com menos de 30 anos foram categorizadas como estando biologicamente entre os 41 e os 50 anos.

Por outro lado, as idades da maioria dos não fumantes (62%) foram calculadas com exatidão.

A mesma tendência foi registrada em indivíduos entre os 31 e os 40 anos, em que as idades de quase metade (43%) dos fumantes recaíram entre os 41 e os 50 anos.

A autora do estudo, a professora Polina Mamoshina, disse em declarações ao “Mirror Online”: “Comparativamente aos que não fumam, os fumantes apresentam um ritmo de envelhecimento mais acelerado até os 55 anos, independente do sexo”.

Curiosamente, essas diferenças tendem posteriormente a desaparecer – e até a reverter na maioria dos indivíduos mais idosos.

A cientista explicou: “No contexto da idade biológica, isso sugere que o tabaco como um fator externo de envelhecimento pode estar eventualmente disfarçado pela natureza fisiológica e intrinsecamente prejudicial do processo de envelhecimento”.

“Alternativamente, as pessoas mais afetadas pelo tabaco podem ter sofrido uma morte prematura e daí terem sido excluídas do grupo de fumantes mais velho”.

Descubra a frequência que se deve trocar a esponja de cozinha

Os perigos do tabaco são amplamente conhecidos, aumentando o risco de incidência de uma série de doenças, incluindo câncer, patologias cardíacas, asma e diabetes.

Polina Mamoshina acrescentou que os resultados publicados no periódico Scientific Reports descrevem os perigos reais do tabaco.

Pesquisas prévias já demonstraram que a idade biológica é uma ferramenta mais útil e precisa do que a data de nascimento para se prever quando uma pessoa vai morrer.

NOTICIAS AO MINUTO

Etiquetas
Mostrar mais

Artigos relacionados

Um Comentário

  1. e do que morrem os não fumantes? ora, os não fumantes, morrem de câncer, AVC e infarto fulminante, e morrem antes dos fumantes, INFORMAÇÃO OFICIAL. Apenas no intuito de ajudar nessa questão do cigarro, passo informações oficiais. 1) fumo passivo do cigarro é fantasia, nunca existiu, foi “encomendado” por organizações antitabaco, patrocinadas pelo Bloomberg, no Youtube, tem a explicação do dr. Gori do US National Câncer, explicando os motivos, portanto, não existe fumo passivo do cigarro. 2) câncer de pulmão na realidade, é epidemia em quem não fuma, e para piorar, aumenta a niveis galopantes em não fumantes, FONTE. Instituto Lado a Lado câncer de pulmão um novo olhar. 3) outra falsa informaçaõ essa de que morrem 200 mil fumantes todo ano no Brasil, basta acessar o DATASUS, banco de dados, onde médicos de todo o Brasil por formulário informam as causas mortis morrem apenas 925 fumantes ano no Brasil, pois de 2006 a 2010, foram a óbito 4625 fumantes. 4) é a fumaça do diesel que está matando e adoecendo todo mundo, e não o cigarro, basta acessar GloboNews, os beneficios do biodiesel, e mostra claramente na autópsia, como é o pulmão de não fumantes no Brasil, ele é totalmente preto, podre e encharcado. 5) Própria medicina decretou no processo de nr. 583.00.1995.523.167-5 que essas campanhas contra o cigarro sempre foram fantasias, no mesmo processo a medicina sequer encontrou causualidade DIRETA entre fumar e câncer, isso é até o óbvio, pois ninguém sabe as causas do câncer. 6) 372 BILHOES ANUAIS, o governo brasileiro gasta com alcoolismo, ou seja, 7,3% do PIB brasileira, 90% de todas as mortes por drogas ditas legalizadas é pelo alcool, infelizmente isso prova que falar mal do cigarro, é apenas ideologia para organizações antitabaco. Infelizmente, além de falsos dados, saúde é o que menos interessa. Caso queiram os links oficiais, informem. Um grande abraço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Botão Voltar ao topo
Fechar