Entretenimento

Filmes protagonizados por mulheres lucram mais em Hollywood, diz estudo

Um estudo estrangeiro realizado pela Creative Artists Agency (CAA) e a empresa shift7 recolheu os lucros de bilheteria de filmes de 2014 até 2017 e os comparou de acordo com seus protagonistas. Ao juntar os dados, a pesquisa apontou que os filmes em que as mulheres são protagonistas arrecadaram mais dinheiro que aqueles em que haviam homens nessa posição.

Para isso, as duas companhias dividiram em cinco parâmetros de custo de produção de cada filme a fim de analisar melhor as informações: Filmes que custaram abaixo de 10 milhões de dólares; entre 10 e 30 milhões de dólares; entre 30 e 50 milhões de dólares; entre 50 e 100 milhões de dólares; e acima de 100 milhões de dólares.

Em todas as categorias, as produções protagonizadas pelas mulheres tiveram, em média, desempenho superior àquelas protagonizadas por homens. Essa é uma tendência evidente que só reafirma o poder feminino na indústria cinematográfica. “A visão de que não é bom para os negócios ter mulheres em papéis principais não é verdade”, afirma Christy Haubegger, uma agente da CAA que participou do time de pesquisa.

Foram usados como base do estudo 350 filmes, lançados de janeiro de 2014 a dezembro de 2017. Apenas 105 são liderados por mulheres.

Pode-se observar com clareza a reação nas bilheterias na categoria de produções que custaram acima de 100 milhões de dólares. Nela, os filmes com protagonistas femininas recolheram 586 milhões de dólares contra 514 milhões de dólares gerados por filmes com protagonistas masculinos.

Amy Pascal, ex-executiva da Sony Pictures e uma das chefes da pesquisa diz que o estudo é muito mais que esclarecedor. “Essa é uma poderosa prova de que o público quer ver todo mundo representado na tela. As pessoas que tomam as decisões em Hollywood precisam prestar atenção nisso”, afirmou.

A pesquisa completa e descrição dos critérios do estudo podem ser acessados no site da shift7.

 

 

 

MSN