Policial

Em janeiro de 2019, Paraíba atinge maior redução de assassinatos na última década e morte de mulheres cai 62%

O trabalho integrado das Forças de Segurança da Paraíba faz de janeiro de 2019 o mês com maior redução de assassinatos no estado durante a última década. Até o dia 30, foram registrados 73 casos de Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLI) – homicídios dolosos ou qualquer outro crime doloso que resulte em morte. Houve uma queda de 41% dos registros em relação ao mesmo mês de 2018, quando aconteceram 128 casos de crimes contra a vida. Os dados foram apresentados nesta quinta-feira (31) pelo governador João Azevêdo, em reunião com os gestores da Segurança e da Defesa Social, cuja pauta foi Anuário de Segurança Pública 2018 e os resultados obtidos com ações de prevenção e repressão qualificada à violência no início do ano.

De acordo com o Núcleo de Análise Criminal e Estatística (Nace), também se destacaram os números de João Pessoa e Campina Grande durante o mês de janeiro. Na capital paraibana, a queda de assassinatos foi de 32% (de 25 para 17 CVLI) e em Campina Grande de 83%, com três assassinatos registrados na cidade até 30 de janeiro de 2019, contra 18 no mesmo mês de 2017.

O total de armas apreendidas no ano passado resultou ainda na diminuição de crimes com uso desse tipo de instrumento nos 30 primeiros dias no ano, com registros que caíram de 107  em janeiro de 2018 para 57 em 2019 (-57%). No ano de 2018, as forças de segurança da Paraíba apreenderam 2.440 armas de fogo, entre revólveres, pistolas, espingardas e outros armamentos de grosso calibre. Foram 23.907 armas retiradas de circulação desde a implantação do Programa Paraíba Unida pela Paz.

Redução de mortes de mulheres – No que se refere ao enfrentamento dos crimes contra a vida de mulheres, os números também são positivos. A queda foi de 62% (de 13 para 5 casos) em todo o Estado, no comparativo entre os meses de janeiro de 2018 e 2019.

Segundo o Anuário da Segurança Pública 2018, cujos dados foram divulgados durante a reunião, a redução acumulada de assassinatos de mulheres na Paraíba desde 2010 é 29%,  já que o número de ocorrências saiu de 119 naquele ano para 84 ao final de 2018. Em termos de taxa, o Estado  foi de 6,13 mortes de mulheres por 100 mil habitantes para 4,8 no ano passado. No cenário nacional, a Paraíba saiu da 4ª posição em 2010 para a 19ª em 2017, no ranking das unidades da federação com maiores taxas de homicídios de mulheres.

SECOM PB

Etiquetas
Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Botão Voltar ao topo
Fechar