Destaque

Caso Daniel: suspeitos de participar da morte do jogador se entregam

Dois suspeitos de participar do espancamento e morte do jogador Daniel Corrêa se apresentaram à Polícia Civil de São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba, na manhã desta quinta-feira (8).

Ygor King, de 19 anos, e David Willian Villeroy da Silva, de 18 anos, vão ficar presos temporariamente por 30 dias, segundo determinou a 11ª Vara Criminal de São José dos Pinhais.

Eduardo Henrique da Silva, de 19 anos, primo de Cristiana Brittes, foi preso nesta quarta-feira (7) em Foz do Iguaçu, no oeste do estado.

Segundo destaca o G1, a polícia indica que os três suspeitos teriam ajudado o empresário Edison Britter Júnior a agredir Daniel na festa que aconteceu na casa da família Brittes no dia 27 de outubro e na morte do jogador.

+ Caso Daniel: delegado afirma que jogador não tentou estuprar Cristiana

+ Jogador Daniel enviou fotos com esposa de suspeito antes de ser morto

Na quarta-feira (7), Edison Brittes prestou depoimento e confessou ter espancado e matado o jogador Daniel.

Entenda o caso

O meia Daniel, ex-São Paulo e que estava emprestado ao São Bento, foi encontrado morto em um matagal em São José dos Pinhais, no Paraná, no último sábado (27). Até o momento, três pessoas já foram presas. O casal Edison e Cristiana Brittes, além da filha, Allana, serão indiciados por homicídio qualificado e coação de testemunhas pela morte do jogador.

 
 
 
 
Noticias ao Minuto

Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Botão Voltar ao topo
Fechar