Sexualidade / Comportamento

Beijar ou comer chocolate?

Já muita tinta correu sobre como beijar ou comer chocolate acelaram os batimentos cardíacos. Mas qual deles provocará uma sensação de prazer durante mais tempo no organismo?

Surpreenda-se, pois um estudo conduzido por um investigador britânico chegou a esta conclusão: é o chocolate! David Lewis, que trabalhou na University of Sussex e hoje trabalha para o laboratório de pesquisas Mind Lab, diz que comer chocolate meio-amargo provoca uma sensação mais longa e intensa na pessoa do que beijar na boca.

O certo é que as pessoas associam normalmente comer chocolate a sensações de prazer. Para chegar a esta conclusão, o investigador analisou os batimentos cardíacos e actividade cerebral de casais com cerca de 20 anos, enquanto deixavam um pedaço de chocolate derreter na boca e, depois, enquanto se beijavam.

Em alguns casos, o chocolate mais do que duplicou o ritmo dos batimentos cardíacos dos participantes. «Não há dúvida de que o chocolate bate o beijo, quando se trata de produzir uma sensação mais intensa no corpo e no cérebro», disse Lewis à BBC. «Uma sensação que, em muitos casos, durou quatro vezes mais tempo do que o beijo mais apaixonado», acrescenta.

O cientista refere que já se sabia que substâncias presentes no chocolate produzem efeitos no cérebro. Mas, segundo Lewis, deixar que ele derreta na boca pode ser o segredo para maximizar os resultados.

Os 12 voluntários tiveram eléctrodos aplicados sobre o couro cabeludo e usaram monitores cardíacos durante os dois testes. Os pesquisadores compararam os seus batimentos cardíacos durante o repouso e, mais tarde, durante os testes do chocolate e do beijo.

Efeito duradouro

Embora o beijo tenha acelerado os batimentos cardíacos dos participantes, o efeito não durou tanto quanto o provocado pelo chocolate. Em alguns casos, os batimentos subiram de 60 por minuto, em repouso, para 140 por minuto, após a ingestão do chocolate.

O estudo também revelou que, à medida em que o chocolate se derretia, todas as regiões do cérebro eram estimuladas de forma mais intensa e mais longa do que quando os voluntários se beijavam.

Embora muitos acreditem que as mulheres gostam mais de chocolate do que os homens, o estudo encontrou as mesmas reações ao alimento nos dois sexos.

«Estes resultados surpreenderam-nos. Embora esperássemos que o chocolate – especialmente o meio-amargo – aumentasse os batimentos cardíacos devido ao facto de conter substâncias altamente estimulantes, tanto a duração das alterações quando o efeito poderoso que tiveram na mente foram algo que nenhum de nós havia previsto», explica o líder da pesquisa. Para o estudo, os pesquisadores usaram chocolate meio-amargo contendo 60 por cento de cacau.

Fonte: BBC

Etiquetas
Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Botão Voltar ao topo
Fechar