Esportes

ARTIGO – BOTAFOGO X FLAMENGO – NEM FUTEBOL AMERICANO É TÃO VIOLENTO

Por Belarmino Mariano*

Ontem tive o desprazer em assistir Botafogo do Rio de Janeiro e Flamengo, pelo Campeonato Brasileiro “O Brasileirão”. Mas aquilo não é jogo, parecia muito mais uma cena de gladiadores, uma especie de “vale tudo”, UFC ou MMA, menos futebol. Aquilo era um campo de batalha, um jogo de várzea ou uma completa falta de desportividade. O pior de tudo isso foi o aval do técnico botafoguense, que estimulava a equipe para agredir os jogadores do Flamengo, fazendo uma retranca amedrontada e tome pau, tome porrada.
No primeiro tempo, jogadores como Gabriel e Bruno Henrique não podiam pegar na bola que eram recebidos com faltas violentas, entradas perigosas e em seguida os jogadores do Botafogo ainda partiam para cima dos jogadores do Flamengo para gerar conflitos e tensões na partida. Um jogo feio, que nem no futebol amador ou de barros, vemos algo tão desleal e tão antidesportivo.
Me parece que o Botafogo estava com medo de levar outras goleadas como aquela de 1985, quando o Fla ganhou de 6X1 do Bota ou aquele de Fla 6X0 Bota em 1981. Esse era o grande medo, pois essas goleadas mudaram a história dos clássicos entre o Flamengo X Botafogo. Eles viram os 5X1 no Corinthians eles viram 5×0 no Grêmio, os botafoguenses acharam que levariam uma lapada de gols, então partiram para a agressão.
Jogo feio e violento, em um estádio pequeno e com uma gramado acabado.Digo mais, o campinho tinha capacidade para 40 mil torcedores, mas só deixaram 10% de ingressos para a torcida do Flamengo. Moral da História, só compareceram 23 mil torcedores. Um prejuízo gigante, para uma equipe que vai mal financeiramente. Essa decisão da diretoria do Botafogo em não liberar os ingressos para a torcida rubro-negra é a demonstração da pequenez de um time que pode ser rebaixado para a série B.
Mais lamentável ainda foram as agressões sofridas pelos torcedores do Flamengo fora do Estádio Engenhão, onde torcedores do Botafogo, armados com pedaços de pau, agrediram um torcedor até a sua morte, além de dezenas de outros que foram espancados dentro e fora do estádio. Isso precisa ser coibido e o Botafogo enquanto empresa, precisa ser responsabilizado criminalmente, pois não aceitamos práticas criminosas como estas.
Que vergonha, só temos que lamentar, pois o Botafogo se apequenou diante de sua torcida, pois o time não foi para jogar, foi apenas para brigar.
O Botafogo não jogou bola, simplesmente se retrancou em seu campo de defesa e quando o time do Flamengo atacava, a partir do meio de campo, da virilha dos jogadores pra baixo, tudo era canela. O pior disso tudo foi a atitude do arbitro, que não puniu os atletas como deveria, deixando o jogo seguir e simplesmente, estimulando novas faltas. Quatro cartões amarelos e um vermelho para jogadores do Botafogo foi insuficiente, pois faziam mais cera do que abelha, jogavam retrancados e com muito medo de levarem uma goleada. Uma vergonha, uma falta de técnica, uma falta de espirito desportista e o estabelecimento de prática de arena romana com gladiadores ao centro. O pior, para deleite da torcida que fazia o mesmo tipo de agressões contra torcedores, em suas arquibancadas. Uma cena lamentável, imagens que envergonham o futebol, imagens de irracionais que não respeita as regras da boa convivência e da paz nos estádios. Na minha opinião, uma CBF séria neste país, puniria essa equipe de futebol a perda de mando de campo, pois o que vimos na noite de ontem não merece continuar acontecendo nesse esporte que é grande paixão dos brasileiros.
O técnico sem experiência e vendo sua equipe bem mais inferior que a do adversário, partiu para “o tudo o nada”, para o “vale tudo” e ao invés de promover um espetáculo, de arte, técnica e e desportos, patrocinou uma verdadeira caçada contra os jogadores do Flamengo.
O time do Botafogo foi violento, agressivo, maldoso, desleal, antidesportista e foi apenas para bater, agredir e se retrair em sua defesa. Deixava a bola e ia na flata.
Isso não é futebol, isso não é jogo sério, apenas medo da derrota, apenas medo do rebaixamento, apenas falta de capacidade para saber que esse campeonato é um evento para o espetáculo, para a competição entre clubes. O Botafogo se esqueceu que historicamente somos times adversários, que todos são profissionais, e que, apesar da rivalidade, não existem inimigos. Querer parar o adversários com faltas violentas, maldosas e criminosas não adiantou, pois o Botafogo bateu muito, bateu demais e ao final, terminou apanhando de 1X0, placar que garantiu ao Flamengo mais três pontos, com uma invencibilidade histórica para o próprio clube. Acho que essa partida acendeu uma luz vermelha para a CBF, para os patrocinadores e para as equipes e seus treinadores. O bom futebol é aquele em que os times se respeitam em suas potencialidades e independente de condições financeiras ou de plantel, são equipes com o mesmo numero de atletas e dentro das mesmas regras. Espero que o futebol continue, pois UFC, MMA ou Vale Tudo é outro tipo de esporte.

*Belarmino Mariano Neto é prof. da UEPB, campus Guarabira, Doutor em Sociologia e Mestre em Meio Ambiente.

Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Fechar