domingo, outubro 25, 2020
Início Destaque ARARUNA: SINSERMA denuncia possível superfaturamento na compra de Lavatórios para o combate...

ARARUNA: SINSERMA denuncia possível superfaturamento na compra de Lavatórios para o combate ao coronavírus

ARARUNA: SINSERMA denuncia possível superfaturamento na compra de Lavatórios para o combate ao coronavírus

Prefeitura comprou lavatórios pelo dobro do preço constado em orçamento.

facebook sharing button

O SINSERMA (Sindicato dos Servidores Públicos de Araruna), através de Notícia de Fato nº 057.2020.000125, denunciou ao Ministério Público a compra de 4 (quatro) LAVATÓRIOS para o combate ao coronavírus realizada pela prefeitura de Araruna. Segundo a denúncia, os valores de aquisição dos produtos estão com valores supostamente superfaturados. 

Nos documentos, a prefeitura pagou o valor de R$ 1.600,00 (um mil e seiscentos reais) por cada lavatório adquirido. Mas, segundo cotação realizada pela Câmara de Araruna, o produto foi encontrado em pesquisa de mercado pelo valor de R$ 800,00 (oitocentos reais) como mostram documentos apresentados ao Ministério Público. VEJA DOCUMENTOS ABAIXO

1_6

2_5

3_3

4_25_1

Para o denunciante, o consequente pagamento do dobro do que realmente são as aquisições dos lavatórios, atentam contra o patrimônio público e os princípios que regem a Administração Pública, motivo pelo qual o denunciado deve responder, administrativa e judicialmente, pelo seu ato de improbidade administrativa.
O que diz o denunciado
Em contato com o prefeito de Araruna, o mesmo disse que ainda não foi notificado oficialmente e que responderá da prefeitura quando receber a notificação. 
midiapb

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Must Read

PB é o 3º estado do Nordeste com mais denúncias trabalhistas

A Paraíba é o terceiro estado do Nordeste que mais recebeu denúncias de violações trabalhistas relacionadas à Covid-19, desde o início da pandemia. Além...