terça-feira, setembro 29, 2020
Início Destaque ALPB aprova Programa de Auxílio Emergencial para trabalhadores da Cultura

ALPB aprova Programa de Auxílio Emergencial para trabalhadores da Cultura

ALPB aprova Programa de Auxílio Emergencial para trabalhadores da Cultura

A Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) aprovou, nesta quinta-feira (18), o projeto de Lei 1.756/2020, do deputado Jeová Campos, que cria o Programa de Auxílio Emergencial para trabalhadores do setor cultural durante o período de Calamidade Pública devido à pandemia do novo coronavírus (Covid-19).

O projeto, intitulado de Lei Zabé da Loca, inclui também os trabalhadores de espaços culturais, como teatros independentes, escolas de dança e de artes, cineclubes e centros culturais. O texto prevê que esses trabalhadores, sejam eles das áreas de produção, promoção, técnica ou atuação, sejam beneficiados com o recebimento do Auxílio Emergencial.

O presidente Adriano Galdino e o deputado Chió apresentaram Emendas Modificativas, que, além de fixar o valor do auxílio em R$ 600, inclui também os artistas circenses. O deputado Jeová campos destacou que a lista de eventos culturais cancelados, transferidos ou adiados não para de crescer e a proposta apresentada visa minimizar os graves efeitos, das necessárias medidas de distanciamento social, no meio cultural. “A vida de um povo é expressa pela sua cultura. A primeira cena que se fechou na Paraíba foi pra esses trabalhadores e provavelmente será a última cena a ser aberta”, ressaltou Jeová.

Os deputados aprovaram ainda o PL 1.688/2020, que determina a adoção de medidas relacionadas à proteção social e ao enfrentamento à violência contra a mulher enquanto perdurar o isolamento social. O texto é de autoria da deputada Camila Toscano e destaca a necessidade de concessão de auxílio de renda básica temporária e emergencial a essas mulheres, além do acolhimento daquelas que necessitem de proteção.

A matéria foi elogiada pelos demais parlamentares, que demonstraram preocupação com o aumento de casos de violência contra as mulheres desde o início da pandemia. “Parabenizo a autora, deputada Camila Toscano, porque, segundo pesquisas, a violência doméstica, após o início das medidas de isolamento social, tem aumentado, em decorrência de que o companheiro da vítima se encontra mais presente no ambiente doméstico. É preciso que haja um alerta para que as mulheres continuem denunciando”, argumentou a deputada Dra Paula.

A Casa também votou favorável ao PL 1.689/2020, que disponibiliza Política Emergencial para Enfrentamento à COVID-19 nos territórios indígenas no Estado da Paraíba, garantindo acesso a medidas específicas de vigilância sanitária e epidemiológica para prevenir à contaminação pelo novo coronavírus.

A matéria, de autoria de Camila Toscano, recebeu uma emenda modificativa da deputada Pollyanna Dutra, acrescentando as comunidades quilombolas de todo o estado. “A Paraíba possui 39 comunidades com certificação na Fundação Palmares e existe a necessidade de que, durante o momento de pandemia, essas comunidades sejam priorizadas em caso de testes e demais medidas de prevenção. É preciso proteger as comunidades indígenas e quilombolas”, afirmou a deputada Pollyanna.

Ao todo, 14 matérias foram aprovadas pelos deputados e seguem agora para a sanção do Poder Executivo.

 

Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Must Read